Notícias e Destaques Cada dia conta por Erika Scandalo

Quando nos deparamos com uma incerteza ou um medo, o mais importante na vida é pensar:  quem irá vencer essa batalha?

E nessas dificuldades da vida é importante que tenhamos sempre essa reflexão.

Porque não é o mieloma múltiplo que faz de sua vida difícil.

É a forma com que você lida com ele que pode ser mais fácil ou mais difícil.

Quando nos concentramos no problema, vivenciamos o problema a todo momento, nos deparamos com ele em cada esquina, e nossa vida passa a ser pautada por esse problema.

Quando nos concentramos na solução, começamos a ver uma possibilidade de mudança, de alteração – mesmo que não seja exatamente como queremos ou desejamos.  Mas quando focamos na solução ao menos saímos em busca de alternativas para as dificuldades em nossa via.

Por vezes os clientes no consultório me perguntam:  mas como posso lidar com isso?  Como acabar com minha ansiedade?  Com meu medo?  Como parar de me sentir mal?

A única resposta que temos para essas questões da vida é entendermos que a cada dia faz uma grande diferença em como será a nossa vida.

Porque a vida, afinal de contas é uma reunião de dias consecutivos.  SE você fizer seu dia melhor HOJE, se você fizer sua HORA melhor agora, certamente a reunião de seus momentos será muito positiva.

Portanto, é nossa opção usarmos os óculos da positividade ou da negatividade.  Sempre é possível tirar algo positivo das adversidades.  Mas mais do que isso, é preciso saber que embora existam sentimentos negativos, embora exista o sofrimento, temos uma vida para viver.

E então a única opção possível é sofrer, mas mesmo assim viver.  É viver com dor, é avaliar nossa dor – seja física ou emocional – e nos respeitar quando ela for muito grande, mas superá-la quando é possível.

Cada dia conta para que o nosso futuro seja melhor.

 

 

 

********************************************************************

Erika Scandalo -  especialista em Psicologia Clínica, escreve sobre a vida e diferentes formas de aproveitá-la.  Acredita que a felicidade é consequência de uma visão proativa sobre as dificuldades.  Ser feliz é mais um olhar sobre o que se tem, do que ter tudo o que se quer.