Notícias e Destaques Novo tratamento oferece maior sobrevida a pacientes com MM

O ASH 2017, que acontece em Atlanta, EUA, traz o que há de novo no tratamento do mieloma múltiplo com a presença dos maiores especialistas do mundo na área. Um estudo apresentado no congresso comparou bortezomibe, melphalan e prednisone versus bortezomibe, melphalan, prednisone e daratumumabe e revela uma boa notícia para pacientes não elegíveis ao transplante.

Após assistir diversas palestras sobre o tema, Edvan Crusoé, médico hematologista do Hospital Universitário Edgard Santos da Universidade Federal da Bahia, falou sobre as novas terapias contra o MM indicando que combinação com daratumumabe trouxe uma resposta surpreendente em relação à sobrevida do paciente.

“É um novo alento, com perspectiva de melhor resposta e sobrevida dos pacientes que não só sobrevivem ao transplante, mas que estão realmente tendo possibilidade de usar esse fármaco no momento em que ele esteja aprovado com essa combinação”, explica Crusoé.

Para o especialista, esta combinação traz uma nova forma de tratamento para o MM. “É uma excelente notícia para os pacientes. Espero que chegue em breve ao Brasil”, finaliza.